“Errar é humano, mas perdoar é divino”

4 11 2009

Imagem1

Numa breve sentença, o Papa Alexandre sintetiza a essência do perdão. Todos nós entendemos que o erro pode acontecer, mas o divino permanence inapreensível. Isto é um Mistério. Antes de vermos o que é exactamente o perdão, vejamos primeiro que é que ele não é, porque talvez isso seja mais fácil. Perdoar não é esquecer. Nós dificilmente esquecemos a experiência de uma dor forte e permanente, especialmente quando ela pode mudar o curso da nossa vida. Nós podemos relembrar-nos de certos factos da nossa vida mas o perdão facilmente desaparece da nossa memória. O Perdão não repara as acções. O perdão significa simplesmente deixar alguém fora da prisão. Nós podemos segurar alguém responsável num lugar apropriado, mas nós próprios não executamos o castigo. Perdoar não é a mesma coisa que desculpar. Desculpar é deixar alguém sem castigo, com o favor de uma autoridade. O Perdão pode não incluir a reconciliação. Por exemplo, uma apologia (ou pedido de desculpa) não chega, não é possível se o ofensor já morreu, mas as vítimas ficam sempre com algum ressentimento. Talvez um ofensor seja incapaz de admitir a sua falta ; ou talvez o ofensor simlesmente não saiba que a sua acção causou uma ofensa (Ignorância do facto). Por outro lado se houver pedido de desculpa e uma reconciliação, ambos ficam beneficiados. O que perdoa oferece o dom do amor sem restrições ; o perdoado aceita com amor e humildade. Depois, tudo depende das circunstâncias, ou as relações se agravam ou começa um novo caminho de amizade. Segundo as nossas leis humanas, mesmo que alguém ignore que ofendeu, grave ou não, se se provar que cometeu a falta, tem que cumprir as leis. Diante de Deus ninguém fica responsável por uma falta que cometeu sem saber, embora possa haver alguma responsabilidade nos antecedentes. É o caso, por exemplo do homem embriagado que não sabe o que faz, mas tem a responsabilidade de ter cometido uma falta por se ter embriagado. De qualquer modo, diante de Deus, nós temos sempre a facilidade de uma reparação, de um arrependimento e de retomar um novo caminho com a ajuda dos Sacramentos, porque Deus está sempre presente com a sua Lei e sua Misericórdia para aceitar o nosso arrependimento e nos perdoar.

John

Nascimento

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: